PM Jucurutu
19/04/2017
Por Walter Alves às 19:56h.

‘Não vou dar trégua à bandidagem’, diz nova secretária de Segurança do RN

Delegada Sheila Freitas promete não dar trégua aos bandidos  (Foto: Kalina Veloso)

A delegada de Polícia Civil Sheila Freitas, que assume a Secretaria de Segurança Pública do RN nesta quarta (19), pretende “otimizar o trabalho do efetivo reduzido de policiais” para combater a criminalidade no estado. Ela assume o cargo em um momento em que o Estado registra números alarmantes de homicídios e uma crescente onda de violência. “Não vamos dar trégua para os bandidos”, disse.

No período de 1º de janeiro a 19 de abril de 2016, 567 pessoas foram mortas no RN. Já no mesmo período deste ano, 746 homicídios já foram registrados – um aumento de 31,57%. A nova secretária quer fazer operações nas ruas, como blitzen, por exemplo, para aumentar a sensação de segurança da população e inibir a ação dos bandidos.

A secretária destacou que uma das necessidades mais urgentes da Segurança Pública no RN é colocar mais policiais no trabalho ostensivo nas ruas. Para isso, uma parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) disponibilizará R$ 3 milhões para o reforço no efetivo. “Esse valor será destinado para o pagamento de Diárias Operacionais (DOs). Serão R$ 200 para cada policial que tirar serviço por meio das DOs”.

“Precisamos da presença da polícia nas ruas”

Com perfil operacional, a delegada sabe que vai enfrentar problemas como a falta de recursos, equipamentos e pessoal, mas acredita que há ações que podem resultar em melhorias rápidas e disse que pretende participar das ações da polícia nas ruas.

“Eu costumo dizer que não sou policial, eu nasci policial. E eu vou continuar indo pra rua, fazendo parte das operações. Segurança não é uma coisa que agente faça com rapidez, mas eu acredito que é possível se amenizar muita coisa e isso é urgente porque todos nós temos família e estamos todos à mercê dessa violência”, disse.

“É preciso que o secretário veja in loco a situação: onde faltam policiais, equipamentos, onde está o problema”

Fonte: G1-RN.


Compartilhe:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!



Buscar

Parceiros

Anuncie Aqui